NOTÍCIAS

Voltar

Prefeito acompanha recuperação de via no Jardim Marivan

10 de abril de 2017


O prefeito Edinho e o secretário de Obras e Serviços Públicos, João Luis Bernal, acompanharam de perto as obras de recuperação da Avenida Luiza Helena de Barros, no Jardim Marivan, neste sábado (8).

 

O trecho da via sobre o Ribeirão das Cruzes foi danificado pela forte chuva de sexta-feira (7). Segundo Bernal, as bocas de lobo entupiram e a força da água destruiu as galerias e derrubou parte da calçada.

 

A avenida é uma importante ligação da região do Jardim Imperador à Vila Harmonia e à saída para o distrito de Bueno de Andrada. Por segurança, o trânsito foi interditado no sentido Jardim Marivan-Vila Harmonia. No lado inverso, a pista está liberada.

 

“A água levou toda a tubulação, a parte de drenagem, e estamos correndo o risco de toda essa via ceder. É mais um problema desse impacto de impermeabilização de toda a bacia do Ribeirão das Cruzes. Isso jamais deveria ter sido permitido”, explica Edinho.

 

Segundo o secretário, o dano foi grande. “Temos que recompor as galerias e estabilizar o solo para poder dar estabilidade à via pública. Somente após isso, vamos poder liberar. Isso não se faz em um dia. As chuvas estão fazendo estragos”, afirmou Bernal.

 

Poço do Selmi Dei

 

Edinho também vistoriou as obras do poço artesiano que abastece a região do Jardim Roberto Selmi Dei. Na quinta-feira (6) à noite, um raio queimou a bomba do poço.

 

Desde então, duas alternativas foram tentadas sem sucesso pelo Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgotos): usar a água do poço da Chácara Flora, que sofreu com falta de energia, ou aproveitar a água da estação de tratamento da Fonte Luminosa.

 

“Toda vez que chove, desce muita sujeira e barro para o Ribeirão das Cruzes. A estação de tratamento de água da Fonte tem dificuldade muito grande de tornar essa água potável”, explicou Edinho. “Os reservatórios abaixaram e já estamos tendo falta de água na região do Selmi Dei.”

 

Segundo o prefeito, a previsão do Daae era de que o poço do Selmi Dei poderia ser religado na noite deste sábado.

 

Edinho ressalta que as novas casas dos conjuntos habitacionais da região norte não deveriam ter sido entregues sem a estrutura adequada, já que receberam mais de 20 mil pessoas.

 

“Sempre defendo o ‘Minha Casa, Minha Vida’, mas jamais poderiam ter entregado as novas unidades sem que um novo poço artesiano fosse perfurado com reservatório, sem que tivéssemos unidades de saúde, educação, áreas de lazer para as crianças. As casas foram entregues sem a infraestrutura necessária. Estou indo a Brasília atrás de recursos para resolver esse problema”, diz o prefeito.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis