NOTÍCIAS

Voltar

Prefeito determina ajuda a famílias atingidas pela forte chuva

13 de janeiro de 2017


O prefeito Edinho Silva determinou aos seus secretários que já comecem o trabalho de acolhimento às famílias mais prejudicadas pela tempestade da tarde de quinta-feira (12), quando choveu 101,5 milímetros em apenas duas horas, segundo monitoramento do Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgotos). Também foi ordenado que as equipes de Obras e Serviços Públicos iniciem a limpeza e o reparo do asfalto nas vias que ficaram deterioradas.

 

Na manhã desta sexta-feira (13), Edinho esteve no Jardim Dumont, no Jardim Cruzeiro do Sul e no Jardim Arco-Íris, onde conversou com moradores e visitou duas famílias que tiveram suas casas atingidas.

 

 

O prefeito também vistoriou a passagem sobre os trilhos no Yolanda Ópice e a rotatória em frente à Captação de Água do Daae, no Jardim Botânico.

 

“Araraquara foi uma das cidades mais atingidas do Estado. Os estragos são grandes. Vamos continuar trabalhando para restabelecer as condições de utilização das vias e, principalmente, o socorro às famílias”, afirma Edinho.

 

Susto

 

Na Avenida Marginal Um, no Jardim Dumont, a casa onde mora o pedreiro Jurandir Alves Pina, de 52 anos, teve uma parede arrancada pela força da água que veio de terrenos vizinhos (sem separação por muro). A enxurrada levou o que havia na casa e entortou o portão.

 

Ao ver a parede começando a trincar, ele e duas filhas pequenas correram. “Quando cheguei ao portão, escutei o estouro da parede arrebentando e a água quase alcançou a gente”, declarou.

 

Edinho determinou que os donos dos terrenos sejam notificados. “Temos que intimar os proprietários dos lotes vazios que fazem fundo a essa residência para providenciarem a construção das muretas, que ajudam na contenção da água”, diz.

 

Sem condições de ficar na casa, a família será beneficiada pelo aluguel social, programa em que a Prefeitura paga o aluguel, temporariamente, até os moradores reorganizarem a situação da moradia.

 

No Jardim Cruzeiro do Sul, uma casa da Rua Antônio Maria Brandão teve o muro dos fundos e o portão levados pela água. Móveis, eletroeletrônicos e outros itens da casa foram danificados.

 

“Perdi tudo o que tinha lá dentro”, lamentou o comerciante Valter Monteiro da Silva, de 57 anos. Nesse caso, a Secretaria de Assistência Social se colocou à disposição para ajudar os moradores na recuperação do que foi perdido.

 

Balanço

 

Segundo o coronel João Alberto Nogueira Júnior, da Secretaria de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, o Executivo irá discutir estratégias para prevenir os pontos de alagamento na cidade e notificar a população sobre as áreas de risco.

 

“Vamos identificar os pontos e criar estratégias e ações práticas para, ao se aproximar a forte chuva, a gente tenha o mecanismo de passar o aviso”, diz.

 

Os principais locais que registraram alagamentos, segundo o secretário, foram a Avenida Maria Antônia Camargo de Oliveira (Via Expressa), a Avenida Manoel de Abreu, a Avenida Luiz Alberto, a Avenida Estrada de Ferro, a Avenida Francisco Faz Filho e a Rua Maurício Galli.

 

Visita

 

Os vereadores Edio Lopes, Thainara Faria, Toninho do Mel e Paulo Landim, além de representantes do Daae e da Defesa Civil, também participaram das visitas.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis