NOTÍCIAS

Voltar

Prefeito quer plano de trabalho para resgatar dignidade das famílias do Residencial dos Oitis

7 de janeiro de 2017


“Temos que resgatar a dignidade das famílias. Queremos que vocês tenham orgulho de morar aqui”. Essas foram palavras do prefeito Edinho Silva aos moradores do Residencial do Oitis na manhã deste sábado, dia 07, durante reunião organizada pela equipe da Participação Popular da Prefeitura. O conjunto habitacional, entregue em 2011 com cerca de 250 famílias, fica na região do Cecap e encontra-se em situação de abandono com ausência de políticas sociais e serviços básicos como coleta de lixo e iluminação. O esgoto corre a céu aberto.

 

Acompanhado de uma comissão de secretários e também dos vereadores da bancada do PT, Édio Lopes, Thainara Faria, Toninho do Mel e Paulo Landim, o prefeito ouviu dos moradores os principais problemas enfrentados no local e pediu apoio de todos para que a Prefeitura possa reverter a situação o mais rápido possível.

 

Como se trata de um condomínio fechado, para que o órgão municipal possa atuar, é preciso autorização dos moradores. “Preciso que vocês convoquem o mais rápido possível uma Assembleia de Moradores e que autorizem, em ata, a entrada da Prefeitura para que possamos melhorar a infraestrutura.

 

“Não terá um único serviço de responsabilidade da Prefeitura que não será executado aqui. Vamos fazer nossa parte e cuidar de vocês, sozinho não consigo. Preciso da ajuda de vocês. A assembleia é um primeiro passo pois, juridicamente, o local um condomínio fechado”, pediu o prefeito. “Quero entrar aqui o mais rápido possível, trazer o pessoal do DAAE, a secretaria de Obras, acabar com aquela lixeira lá na frente, acabar com aquele alambrado, melhorar a iluminação e trazer projetos para as crianças que moram aqui”, continuou.

 

Os moradores agradeceram o retorno de Edinho menos de uma semana após sua posse como prefeito. “Você está cumprindo sua promessa.  Estamos abandonados aqui, sem dignidade”, disse uma das moradoras, pedindo ainda que o prefeito cuide das crianças que residem no Oitis.

 

 

Segundo os moradores, falta iluminação externa e também nas escadarias, além de atividades culturais e esportivas e limpeza. Os caminhões de bombeiro e lixo não entram no local. Além disso, a taxa de desemprego de que mora no residencial é grande. “A gente quer uma oportunidade para a gente mostrar que a gente consegue. Quando a gente vai arranjar emprego é discriminado”, disse outra moradora.

 

 

Edinho se comprometeu a voltar ao residencial após a realização da assembleia, para organizar as prioridades. “Volto aqui de novo para a gente tirar um plano de trabalho. Vamos trabalhar muito para corrigir tudo o que está errado. Vamos, juntos, construir as políticas públicas necessárias e resgatar a autoestima dos moradores, tudo isso, sempre com a participação popular e o poder de decisão da população”.

 

Pacto

 

Edinho finalizou a reunião no Oitis propondo um pacto com a comunidade. “Vamos cuidar desse lugar como a gente cuida da família da gente. A família a gente quer proteger e assim faremos com esse condomínio, portanto, sem quebrar, sem destruir, sem jogar lixo no chão. Vamos fazer nossa parte”, enfatizou.

 

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis