NOTÍCIAS

Voltar

Prefeitura realiza na Unip II Simpósio de Saúde Mental

12 de maio de 2017


A Prefeitura realiza na próxima quinta (18), no auditório da Unip, o II Simpósio de Saúde Mental de Araraquara, com uma série de palestras e debates sobre o tema.

 

Direcionado a usuários, familiares, profissionais e estudantes de saúde e à população em geral, o evento é gratuito, tem apoio do SUS, Cetec e Unip, Libbes, Griletto, Milanetto, e Sest/Senat.

 

De acordo com o psicólogo do Caps II de Araraquara e organizador do evento, Paulo Marcio de Lima, este II Simpósio visa enfatizar a importância da luta antimanicomial, “cujo objetivo é a luta pelos diretos das pessoas com sofrimento mental, inclusive pelo direito ao tratamento psiquiátrico em seu território”.

 

Após a solenidade de abertura, a partir das 8h, terá início a série de palestras temáticas que debaterão o SUS, a atenção psicossocial, o trabalho em rede na saúde, arte terapia, urgência e emergência na saúde mental, participação dos familiares no cuidado com o doente, judicialização do cuidado, Caps I, e o tema final, Saúde Mental para quem.

 

Sem manicômios

 

Vale destacar que o Movimento da Luta Antimanicomial surgiu em 1987, em Bauru, durante o Encontro Nacional de Trabalhadores da Saúde Mental, sob o lema: Por uma sociedade sem manicômios.

 

Na oportunidade, eram denunciados abusos e violação de direitos humanos sofridos por usuários da saúde mental dentro dos manicômios. Por isso, lutava-se pelo fim desse tipo de tratamento e pela instalação de serviços alternativos.

 

Segundo o Movimento, uma das conquistas dessa luta foi a criação da Lei 10.216/2001, que determina o fechamento progressivo dos hospitais psiquiátricos e a instalação de serviços substitutivos.

 

Com isso, foram abertos no Brasil os Caps (Centros de Atenção Psicossocial), residências terapêuticas, programas de redução de danos, centros de convivências e oficinas de geração de renda, entre outros.

 

Programação completa do Simpósio

 

7h30 – Credenciamento

 

8h – Abertura e homenagem aos profissionais de saúde do Município de Araraquara

 

8h15 -8h45 – Palestra: “Estrutura e funcionamento do SUS”. Palestrante: Secretária municipal de Saúde, Eliana Aparecida Mori Honain. Enfermeira graduada pela Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto e Docente da Universidade de  Araraquara (Uniara).

 

8h45 – 9h15 – Palestra: “Rede de Atenção Psicossocial (Raps):Conquistas e desafios no cuidado”. Palestrante: Alana Fonereto, terapeuta ocupacional, graduada pela UFSCar,  Profa. Mestre do Departamento de Terapia Ocupacional da UFSCar.

 

9h15 – 10h – Palestra: “Trabalho em Rede e sua importância no cuidado: articulação entre atenção básica e os serviços especializados”. Palestrante:  Prof. Dr. Augustus Tadeu Relo de Mattos – Formado em Medicina pelo Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade de Taubaté-SP, médico de família e comunidade, Prof. Do Departamento de Medicina Social da FMRP (USP) e Dr. em Saúde na Comunidade (USP).

 

10h -10h15 – Intervalo

 

10h30 -12h – Mini-cursos: “Protagonismo Social e direitos dos usuários”. Palestrante: Renata Bernardi Boschiero, bacharel em Direito pela Uniara, pós-graduação em Direito e Processo do trabalho e advogada militante.

 

“Arte Terapia”. Palestrantes: Andrea Gardim, formada em psicologia pela Unip de Araraquara, pós-graduada em Arte e Arteterapia Aplicada, pelo Núcleo de Arte e Educação (Nape) e Psicóloga Clínica do Crasma-A de Araraquara.

 

Ana Paula Alves de Lima, Psicóloga graduada pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), instrutora de Yoga, formada pelo Núcleo Integrado de Yoga e Fisioterapia e Psicóloga Clínica.

 

“Urgência/Emergência: Prioridades no atendimento ao usuário da saúde mental”. Palestrante: Fernando Luís Muniz, graduado  em  Enfermagem pela UFSCAR e Psicologia pela Uniara, especialista em Saúde Mental e Psiquiatria pela USP, Mestrando em Ciências da Saúde pela UFSCar e enfermeiro do Caps-AD de Araraquara.

 

“A importância dos familiares no processo de cuidar”. Palestrante: Marisa de Fátima Cardoso Albino, Assistente  Social, graduada pela Faculdade de Serviço Social de Araraquara, especialista em terapia familiar e de casais, especialista em grupos operativos e coordenadora pedagógica do curso Técnicos de Agentes Comunitários de Saúde do Cefor de Araraquara.

 

“A Judicialização do cuidado”. Palestrantes: Bruno de Paula Rosa, graduado e mestre pela USP de Ribeirão Preto, especialista em psicologia jurídica pelo CFP e psicólogo na Defensoria Pública do Estado de São Paulo, unidade de Araraquara.

 

Maurilene Zilda de Souza, graduada em Serviço Social pela UFPI, especialização em Direitos Sociais e Competências Profissionais; Assistente Social da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, unidade Araraquara.

 

Matheus BortolettoRaddi, bacharel em Direito pela UFU, especialista em direito civil e processual cível. Atualmente, Defensor Público do Estado de São Paulo, unidade de Araraquara.

 

13h30 – 15h – “Centro de Atenção Psicossocial – Infantil (Caps-I)”. Palestrante: Disete Devera, graduada em Psicologia, mestre e doutoranda no Programa de Psicologia e Sociedade pela Unesp de Assis.

 

15h – 16h – “Saúde Mental para quem?” Palestrante: Eliane S. Grazziano, graduada em enfermagem pela Unifesp, mestre e doutora em enfermagem pela USP de São Paulo, pós-doutora em neurociências e docente/pesquisadora do Departamento de Enfermagem da UFSCar.

 

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis