NOTÍCIAS

Voltar

Prefeitura se mobiliza para ajudar famílias do Capão dos Angicos

7 de março de 2017


Pouco depois da forte chuva da noite de segunda-feira (6), o prefeito Edinho e diversos secretários, além da Guarda Municipal, da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, foram até a ocupação Capão dos Angicos para prestar auxílio às famílias que ficaram desabrigadas pela força das águas. O vereador Édio Lopes também esteve no local.

O trabalho, próximo ao Jardim das Hortênsias, invadiu a madrugada desta terça (7). Dezenas de pessoas perderam tudo o que tinham. Imediatamente, a quadra do antigo Clube Estrela foi disponibilizada para as famílias como um abrigo provisório, enquanto a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social e o Fundo Social de Solidariedade buscavam alimentos e doações.

Segundo a secretária de Planejamento e Participação Popular, Juliana Agatte, a ação foi realizada por diversas frentes.

No Estrela, onde 16 pessoas ficaram abrigadas provisoriamente, a Assistência Social mapeou a situação de cada morador e orientou quem não estava no Cadastro Único sobre a documentação necessária para ser incluído no programa. Além disso, também providenciou alimentação.

A Secretaria de Saúde conferiu a carteira de vacinação e regularizou a situação de quem tinha imunizações em atraso. Foram aplicadas vacinas contra febre amarela, hepatite, tétano e HPV.

Já a pasta da Habitação levantou a possibilidade de encaixar essas pessoas no aluguel social (quando a Prefeitura paga provisoriamente, em situação de emergência, um local para a família morar).

No Capão dos Angicos, a Secretaria de Obras trabalha para facilitar o acesso da ocupação, prejudicado pelas chuvas, ao bairro do Hortênsias. Três vezes por semana, o Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgotos) também leva água aos moradores.

“Estamos procurando oferecer o melhor atendimento possível. A situação cadastral é importante para que eles consigam benefícios, transferência de renda. O governo está integrado para resolver e oferecer o que a Prefeitura tem de capacidade de resposta”, afirma Juliana.

Para o prefeito Edinho, o objetivo é fazer com que as famílias possam “recomeçar as suas vidas”. “É um momento difícil, e a gente pede solidariedade da população de Araraquara para que possa doar roupas, mantimentos, utensílios domésticos. Muitas famílias perderam absolutamente tudo.”

Segundo a presidente do Fundo Municipal de Solidariedade, Cidinha Silva, mais de 1 mil peças de roupas foram doadas pela população somente nesta terça-feira. “Chegaram muitas roupas, cobertores, além de sofás e camas”, informa. “A população está atenta e solícita.”

Porém, Cidinha reforça que ainda são necessárias doações de alimentos e de produtos para higiene pessoal. Quem puder ajudar pode procurar a sede do Fundo Social de Solidariedade, ao lado do antigo Estrela, na Rua José Parisi, 364, Vila Velosa. Os telefones são o (16) 3331-5406 e o (16) 3335-9617.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis