NOTÍCIAS

Voltar

Produtores cadastrados no PAA passam por Curso de Formação

3 de abril de 2018


Os produtores rurais de Araraquara e região, cadastrados no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), participaram de um encontro de formação que tratou de boas práticas agrícolas na manhã desta terça-feira, dia 03. O objetivo é fazer com que o produtor melhore a forma de produzir os alimentos, desde o plantio até o momento da entrega às entidades socioassistenciais.

 

O encontro foi realizado pela Coordenadoria de Agricultura, vinculada à Secretaria do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico e Coordenadoria de Segurança Alimentar, da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social em parceria com Casa da Agricultura de Araraquara, ligada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

 O PAA conta com 89 produtores cadastrados que fornecem alimentos a 30 entidades, que ao todo atendem mais de 2.500 pessoas em situação de vulnerabilidade em Araraquara.

 Para Silvani Silva, coordenadora executiva de Agricultura, é muito importante fortalecer a relação do produtor com o PAA para que ele tenha o conhecimento de como o programa funciona e como ele está inserido no mesmo. “Mostrar para ele qual é a melhor forma de melhorar sua produção; como o alimento que ele produz chega até às entidades; e quanto ele vai receber por esse trabalho só traz confiança e credibilidade a tudo o que o PAA representa.” afirmou Silvani.

 Marcelo Mazeta, coordenador executivo de Segurança Alimentar, lembra que o encontro é uma grande oportunidade de conhecer cada vez mais aqueles que cultivam a terra, produzem os alimentos que são fornecidos às entidades. “É muito importante e necessário a participação dos produtores rurais no PAA para que o programa, que é governamental, se mantenha vivo. O PAA é de extrema relevância para que alimentos de alta qualidade chegue até à mesa das pessoas do qual são atendidas pelas entidades socioassistenciais” ressaltou Marcelo.

 Antonio Aparecido Vasconcelos é produtor rural e está há três anos no PAA. Ele afirma que o programa é muito bom tanto para os produtores como para as entidades. “Ajuda bastante na nossa renda, pois garante os custos fixos como energia, fertilizantes e funcionários. O preço é bom e a gente recebe intuições para melhorar a produção e a venda do que produzimos”.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis