NOTÍCIAS

Voltar

Projeto Dandô realiza mostra com cantores do Estado de SP

26 de março de 2018


Nesta sexta-feira (30), no Espaço Arte Multicultural, será realizada a Mostra Dandô do Circuito São Paulo, com apresentação de quatro cantores: Kátya Teixeira (criadora do projeto Dandô), Rodrigo Zanc (São Carlos), Kris Pires (Araraquara) e Manu Saggioro (Bauru). Os shows terão início às 20h30 e será passado o chapéu para contribuição voluntária.

O projeto “Dandô – Circuito de Música Dércio Marques” realiza a circulação de músicos por todo o país, com artistas de várias regiões criando um intercâmbio e também gerando novas platéias.

O projeto busca a projeção de artistas, com trabalho reconhecido, no panorama nacional e, também, proporcionar às pessoas o acesso à música de qualidade produzida no Brasil, mas que está fora da “mídia de massa”. O artista de cada cidade, pra circular, deve estar envolvido também na produção e acolhimento do projeto, além de ter um perfil musical em consonância com o mesmo.

Araraquara participa do circuito cultural Dando desde junho de 2017, com os shows sendo realizados no Espaço Arte, localizado na Vila Velosa (próximo ao antigo Clube Estrela).

Cantores – Um time de talentosos músicos integra a programação desta sexta: Kátya Teixeira, Rodrigo Zanc, Kris Pires e Manu Saggioro.

A cantora, instrumentista e compositora paulistana Kátya Teixeira também é pesquisadora da cultura popular brasileira e traz em seu trabalho musical o resultado de suas andanças pelo Brasil. A criadora do Projeto Dandô garimpa saberes e sonoridades que são incorporados a sua musicalidade, fazendo reverência aos mestres populares e as manifestações culturais autênticas do nosso país.

Com seis CD’s gravados e inúmeras participações em CDs e shows de artistas consagrados da Música Popular Brasileira, Kátya Teixeira teve três dos seus cinco CD’s indicados ao Prêmio da Música Brasileira, foi finalista no Prêmio Profissionais da Música 2017 na categoria Artista Raiz, e também recebeu o Troféu Catavento 2012 e 2016, de Solano Ribeiro, pela Rádio Cultura/SP.

Outro destaque no show desta sexta é o violeiro, compositor e cantador Rodrigo Zanc, de São Carlos. Pesquisador da viola brasileira e de suas influências há mais de 20 anos, Zanc luta pela manutenção e propagação da cultura ligada ao instrumento, participou de inúmeros festivais, dentre eles o Viola de Todos os Cantos, chegando às finais de 2005 e de 2007.

Em 2006, Rodrigo Zanc lançou “Pendenga”, seu primeiro CD. Em 2010 esteve na Europa para divulgar seu trabalho. Em 2013, produziu seu segundo disco, “Fruto da Lida” e no ano seguinte, foi selecionado para o 26º Prêmio da Música Brasileira. Além dos trabalhos autorais, tem em seu portfólio outros projetos atemporais como o “Tributo à Pena Branca e Xavantinho” (com Cláudio Lacerda), “Projeto 4 Cantos” (com Cláudio Lacerda, Luiz Salgado e Wilson Teixeira) e o show “Violas para Dominguinhos”.

Já a cantora representante de Araraquara no Projeto Dandô, Kris Pires, também é violonista e compositora. Proprietária do Espaço Arte Multicultural (onde funciona uma escola de música e um centro artístico e onde também é realizado o projeto Dandô), Kris foi curadora do FEMA (Festival de Música Autoral de Araraquara) em 2017 e já se apresentou em quase todos os Sescs do Estado de São Paulo com o grupo Seresteiros, onde canta e toca com seus três filhos e sua irmã. Diretora de vários shows musicais, Kris Pires lançou o CD Andarilhando, este ano, com composições autorais e parcerias com diversos artistas.

Por fim, Araraquara também recebe a cantora, compositora e instrumentista (violão e guitarra) Manu Saggioro, de Bauru, formada em música pela Universidade do Sagrado Coração e que, além da carreira solo, também integra os grupos musicais Sunshine e Inlakesh.

Manu já gravou discos com o violeiro Levi Ramiro, o compositor Carlinhos Campos, a cantora Déa Trancoso e também participou do projeto internacional Soulspell. Neste momento prepara seu primeiro disco solo autoral que está sendo produzido em parceria com a cantora mineira Ceumar.

Idealizadora do projeto Jardim Cultural que atua em Bauru desde 2009, Manu também faz a coordenação artística no Espaço Gaia – Espaço Terapêutico e Cultural e sedia os projetos musicais Dandô (Circuito de Música Dércio Marques) e o Festival Sonora – Ciclo de Compositoras na cidade de Bauru.

Dandô – O projeto leva o nome do mineiro Dércio Marques – falecido em junho de 2012 – um dos cantadores que mais fez pela arte nos “Brasis” que estão fora do eixo de mídia de massa. Desde os trabalhos de registro e mapeamento da cultura tradicional do selo Marcus Pereira, com quem trabalhou ativamente, Dércio uniu cantadores de toda parte, de várias gerações, estilos e culturas.

Assim, a mais importante pretensão desse circuito é recriar no brasileiro o hábito de consumir cultura de forma consciente, de se “apropriar” dos teatros e salas de concerto por todo o Brasil e a difusão do trabalho de artistas de reconhecido talento pelos mais variados públicos.

O Circuito de Música Dércio Marques recebeu o Prêmio Brasil Criativo do MINC/SEBRAE em 2014 como melhor projeto de Música na categoria Artes e Espetáculos e finalista no Prêmio Profissionais da Música|2017 na categoria Projetos Culturais Musicais.

O Espaço Arte está localizado em frente ao Clube Estrela, próximo ao Daae, à Av. José Parisi, nº 374. Mais informações pelo fone: (16) 3461-8808.

SERVIÇO:

Projeto “Dandô – Circuito de Música Dércio Marques” apresenta:

Kris Pires + Rodrigo Zanc + Kátya Teixeira + Manu Saggioro

Local: Espaço Arte (Av. José Parisi, nº 374 – Vila Velosa)

Data: 30 de março (sexta-feira)

Horário: 20h30

  • Contribuição voluntária no chapéu!

Mais informações: (16) 3461-8808

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis