NOTÍCIAS

Voltar

Série de desafios marca Secretaria de Gestão e Finanças

22 de dezembro de 2017


Logo no início do governo Edinho, em janeiro de 2017, um dos maiores desafios da atual Secretaria Municipal de Gestão e Finanças foi administrar a dívida herdada da gestão anterior, de mais de R$ 200 milhões, renegociar contratos com fornecedores e retomar a manutenção da cidade e prestação de novos serviços.

De acordo com o titular da pasta, Donizete Simioni, também foi necessário parcelar uma dívida de R$ 190 milhões com o INSS, outra herança, e reorganizar a máquina administrativa, com o reabastecimento de secretarias como as de Saúde e de Educação, com a compra de medicamentos e materiais de consumo.

 Em entrevista ao programa ‘Canal Direto com a Prefeitura’, nessa quarta-feira (20), via TV Web Participativa, na página oficial do Facebook do Executivo de Araraquara, Simioni enumerou outras ações deste ano. E citou a renegociação de contratos que geraram descontos de até R$ 6 milhões e a contratação de novos servidores para melhorar os serviços prestados à população de Araraquara.

Reorganização

“Nos primeiros seis meses de gestão a gente trabalhou pela repactuação dos contratos, além de firmar outros pela manutenção da cidade, como os serviços de limpeza, de tapa-buracos e poda de árvores. Também foram contratados novos profissionais que eliminaram, por exemplo, reclamações no atendimento das UPAs”, explicou o secretário. Além da recuperação da frota de veículos e do próprio Centralizado que encontrava-se em situação de abandono.

 Também enfatizou o trabalho intenso da Secretaria de Gestão e Finanças nas ações de cobrança da Dívida Ativa, que somavam R$ 300 milhões em janeiro deste ano. “Devemos encerrar 2017 recebendo cerca de R$ 27 milhões que serão muito importantes para recuperar as finanças da Prefeitura”, disse.

 O secretário ainda lembrou que os contribuintes araraquarenses em atraso têm até esta sexta-feira, dia 22 de dezembro, para renegociar seus débitos municipais através do Refis, com descontos de 100% no pagamento de multas e juros. “No ano que vem, vamos continuar na Justiça a cobrança desta dívida”, assegurou.

 O ano também foi marcado pela busca de uma nova relação com servidores, por meio da instituição do Comitê de Gestão Governamental, que visa discutir conjuntamente avanços para o setor, além da comissão que está revisando o PCCV (Plano de Cargos, Carreiras e Vencimento), que, com o plano de saúde, torna-se uma das principais reivindicações.

 Donizete Simioni ainda destacou o polêmico projeto de revisão da PGV (Planta Genérica de Valores), elaborado junto com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, que demandou muito tempo na Prefeitura. “Muitas pessoas terão boas surpresas quando receberem o carnê do IPTU de 2018, ao contrário do que muito se falou recentemente na cidade”, enfatizou.

Novas ações

 

Apesar de todas as dificuldades encontradas este ano, o secretário disse ter boas perspectivas para 2018 para melhorar a prestação de serviços à população em todos os setores, principalmente nos de saúde e educação. Inclusive, com a realização de novos concursos públicos, cujos editais começarão a ser publicados em breve nos Atos Oficiais do Município. “2017 foi um ano para arrumarmos a “casa”. 2018 será ano de realizações”, finaliza.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis