NOTÍCIAS

Voltar

Servidores elegerão em junho Comitê de Gestão Democrática

5 de maio de 2017


A Comissão de Servidores nomeada pelo prefeito Edinho realizou reunião esta semana para a elaboração das eleições que serão realizadas em junho e que irão definir os novos integrantes do Comitê Municipal de Gestão Democrática. A lei que criou este Comitê foi sancionada em março por Edinho após aprovação da Câmara dos Vereadores.

Em junho, além do Comitê de Gestão Democrática, que será composto por 36 integrantes, também serão eleitos os novos membros da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e da CMCAMD (Comissão Municipal de Combate ao Assédio Moral e a Discriminação).

No total, serão eleitos diretamente dez integrantes da Cipa, composta por mais outros dez indicados pelo governo municipal, e seis eleitos para a CMCAMD, que ainda terão mais seis integrantes indicados.

As inscrições para concorrer aos três pleitos vão de quarta-feira (10) a 24 de maio e só podem ser feitas eletronicamente, da mesma forma que as eleições, que serão realizadas entre os dias 5 e 9 de junho.

 

Como participar

Todos os detalhes que definem de forma eletrônica o modelo de inscrição do candidato, e também como votar, podem ser conferidas no site da Prefeitura (www.araraquara.sp.gov.br) a partir do banner da página inicial definido como “Eleição CIPA, CMCAMD e CMGD”.

Quem não dispõe de internet pode se inscrever no Centralizado Municipal (ao lado do Restaurante Popular I), das 7h30 às 14h30; e/ou no SESMT (na Rua Carlos Gomes, quase em frente à Biblioteca Municipal Mário de Andrade), das 9h às 15h30.

A Comissão Eleitoral destaca a importância da participação dos servidores como fundamental para viabilizar a composição e o funcionamento das duas Comissões e do Comitê.

A apuração, também eletrônica, será nos dias 12 e 13 de junho e os resultados posteriormente divulgados no site da Prefeitura. Já a data da posse dos eleitos ainda será definida pela Coordenadoria de Recursos Humanos.

 

Comitê de Gestão

O Comitê Municipal de Gestão Democrática será formado por 36 servidores efetivos de secretarias, fundações e autarquias da Prefeitura, além do secretário de Gestão e Finanças, do coordenador executivo de Recursos Humanos e do gerente de Desenvolvimento de Recursos Humanos. A participação não será remunerada.

Esse grupo terá papel de assessoramento direto do prefeito e irá opinar sobre a gestão municipal, com objetivo de melhorar as condições de trabalho e de prestação de serviços à população, além de contribuir para a transparência. As reuniões serão mensais.

“O comitê irá avaliar a prestação de serviços da Prefeitura e colaborar para a melhoria da qualidade. A Prefeitura não pode perder a concepção original dela, que é cuidar dos interesses públicos”, disse Edinho em fevereiro, durante reunião de apresentação do projeto do comitê aos servidores.

Voltar

Acesso Rápido

Siga-nos no Facebook

Links Úteis