Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2020 / Setembro / 19 / Bailarinos de Araraquara comandam live do FIDA nesta segunda (21)

Notícias

Bailarinos de Araraquara comandam live do FIDA nesta segunda (21)

Com o tema "Arte e Criação: dança contemporânea e nós!", bailarinos comandam live a partir das 18 horas no canal da Prefeitura de Araraquara no Youtube
capa-materia003.png

 

Dançar é uma atividade para todos os gêneros, porém, ainda há pessoas preconceituosas que consideram a dança uma linguagem para mulheres. A live de debates do FIDA – Festival Internacional de Dança de Araraquara, nesta segunda-feira, 21 de setembro, apresenta uma live formada apenas por bailarinos homens, que já moraram em Araraquara e hoje trilham pelo caminho profissional no Brasil e em outros países. 

José Paulo dos Santos (Brasil-Bélgica), Pablo Lozano (Brasil) e Fabio Costa (Brasil), sob a mediação de Nicolas Fernandes, abordam o tema "Arte e Criação: dança contemporânea e nós!", a partir das 18 horas no canal da Prefeitura de Araraquara no Youtube, com o link disponibilizado na página provisória da Prefeitura no Facebook (@MunicípioAraraquara). 

A programação do FIDA, antes da live com os bailarinos, apresenta "Andanças", trabalho audiovisual de Paulo César Lima, artista visual, fotógrafo, formado em Comunicação Social pela FAAP. "Andanças" é o resultado de 15 anos das fotografias de espetáculos de dança feitas por Paulo César, em um projeto que difunde imagens de dança do Brasil e do mundo. 

Na sequência, será realizada a live "Arte e Criação: dança contemporânea e nós!". Gilsamara Moura, curadora do FIDA 2020, conta que "reunir esses garotos-homens-dançarinos-artistas-militantes foi uma emoção e tanto. Araraquara está em vários cantos do mundo pela Arte e Nicolas, José Paulo, Pablo e Fábio representam a luta contra o preconceito de homens na Dança. Tenho certeza que será um lindo encontro afetivo e com muito aprendizagem."  

O mediador do "Encontro", o bailarino Nicolas Fernandes, conta que os bailarinos de Araraquara começaram seus estudos em projetos sociais e, hoje ganharam o mundo com muito talento, esforço e arte. Recordações e lembranças de suas carreiras e formações estão na pauta deste "Encontro". 

Após a live, haverá a exibição do vídeo “Gestus 30 anos”, produzido pelo Grupo Gestus e Índio Medeiros. O vídeo é a primeira ação de celebração de três décadas de trabalho contínuo em dança, política e pensamento contemporâneo do grupo de dança contemporânea Gestus que, agora, oferece a Araraquara este presente dentro de um evento que marcou sua trajetória: o FIDA.  

Vale destacar que a programação apresenta ainda: o minicurso artístico de Balé Clássico: "O balé sem a corte cai na real", com Guego Anunciação, da Bahia (dias: 19, 20 e 21, das 14 às 16 horas), destinado a jovens e adultos com experiência em dança. Para se inscrever, acesse o link: https://forms.gle/pD9pXNNdkkxnDkg48 . O minicurso implica em aulas práticas de balé clássico, em ambiente virtual, com discussões acerca do balé e sua inserção na contemporaneidade. Durante os encontros, serão compartilhadas questões e investigações artísticas contra-coloniais, tendo o pensamento do balé clássico como ignição. Esta residência é aberta a todes que se interessam em estudos do corpo a partir da ressignificação do modus operandi do balé clássico. O título da mini-residência é inspirado no livro "O ballet sem a realeza cai na real”, organizado por Lúcia Lobato (2007). 

De 23 a 27 de setembro, serão exibidos os vídeos selecionados por meio de edital de fomento municipal. Participam: "Sopro", de Beatriz Borghi (dia 23); "Morada da Saudade", de Vita Pereira (dia 24); "Respirar", de Suelen Cristina dos Santos (dia 25); "Empoderamento feminino através da dança com espada", de Valéria Dias Pestana (dia 26); "Nada a Fazer", de Irail Rezende e Rodolfo Groppo (dia 27); e "Duas é Par", de Julianetti & Silva (dia 27). 

O FIDA 2020 apresenta uma parceria com a Universidade Federal da Bahia – por meio da Escola de Dança, Programa de Pós-Graduação em Dança (PPGDança), Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC), Grupo de Pesquisa Ágora: modos de ser em Dança(CNPq/UFBA) e PRODAN; Secretaria Municipal da Educação; Balangandança Cia. de Dança (SP), Centro da Juventude de Araraquara e Corpo Rastreado. Toda a programação é gratuita e aberta aos interessados.  

 

 

Confira os convidados da live "Arte e Criação: dança contemporânea e nós!" 

 

José Paulo dos Santos (Brasil, 1988) começou a sua formação em sapateado no projeto social ‘Projeto Rithmus’ em sua cidade natal Araraquara (São Paulo) em 2001. Recebeu uma bolsa para estudar balé, dança contemporânea e dança de rua no ‘Centro de Dança ‘Gilsamara Moura’ em Araraquara. Ele começou sua carreira profissional em 2005, quando ingressou na ‘Cia Shuffle Trips’. Trabalhou como professor e coreógrafo com crianças na ‘Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira’ e em outros projetos sociais. Em 2008 foi convidado para o IPL - International Laboratory Performance - no Peru para trabalhar com artistas da América do Sul e Europa sob a direção de Khosro Adibi. No mesmo ano, realizou a peça ‘Inside Out’ dirigida por Khosro Adibi em Belo Horizonte (Brasil). Em 2008 foi selecionado para estudar na escola de dança contemporânea ‘P.A.R.T.S’ em Bruxelas, onde fez sua formação durante 4 anos. Durante seus estudos, ele teve a oportunidade de dar aulas na Dancingkids, a escola de dança infantil da Companhia ‘Rosas’ dirigida por Anne Teresa De Keersmaeker ; e também de interpretar ‘KDO’, dirigido por Franco Dragone (Cirque du Soleil) e de participar de inúmeras aulas de dança e workshops. Em 2012 criou, em conjunto com outros três alunos formandos da P.A.R.T.S, a peça 111-1 que percorreu sete países diferentes. Depois da escola, trabalhou com o diretor de teatro Mokhallad Rasem (Iraque-Bélgica) na peça ‘Romeo & Julia’ em Toneelhuis (Antuérpia). Ele também fez parte da P.A.R.T.S.-revival do ‘Zeitung’ de Anne Teresa De Keersmaeker em 2013. Em 2014-2015, ele participou da criação ‘Primitive’ para a Companhia ‘Action Scénique’ / Claire Croizé (França / Bélgica). Trabalhou com Noé Soulier (França), com quem fez turnê ao longo de 2015-2016. José Paulo começou na Companhia ‘Rosas’ em 2015 e desde então atuou e atua nos espetáculos como: Drumming, Rain, A Love Supreme, Work / Travail / Arbeid e outros. 

Fabio Costa iniciou seus estudos através das Danças Urbanas. Dançava na rua com seus amigos quando foi descoberto e convidado a fazer parte do Grupo Gestus de Araraquara-SP. Foi convidado pelo diretor e coreografo Iraniano Khosro Adibi para participar do projeto internacional “Fronteiras”, desenvolvido para comunidades marginalizadas. Através dessa proposta ministrou oficinas de Dança Urbana/Contemporânea na cidade de Matão-SP, Araraquara-SP, Lima (Peru) e Concepcion (Chile) Rosário (Argentina), Thijuana (México). Teve a oportunidade de aperfeiçoar sua linguagem artística em dança através de importantes artistas de renome nacional como por exemplo: Mário Nascimento (Minas-Gerais/Brasil), Gícia Amorim (Rio de Janeiro/Brasil), Cia. Dani Lima (Rio de Janeiro/Brasil), André Masseno (Rio de Janeiro/Brasil), Alejandro Hamed (Uruguai), Khosro Adibi (Irã), Denise Namura (França), Ricardo de Paula (Alemanha), Vanilton Lakka (Minas Gerais/Brasil) e Raphael Xavier (USA) e Paulo Avezedo(Rio de Janeiro/Brasil). O diferencial de sua pesquisa advém também do contato com Capoeira, Ginástica Olímpica e Circo.       

Pablo Lozano: Iniciou sua formação em dança no Centro de Dança Gilsamara Moura. Integrou o elenco e a produção da Cia. Shuffle Trips e também do Grupo Gestus, ambos de Araraquara. Esteve na produção do Projeto Fronteras Brasil. Atuou como bailarino da Cie. Ismael Ivo e participou do Projeto Biblioteca do Corpo, realizado na Áustria em parceria com o ImpulsTanz Festival. Esteve em residência artística na Itália com a Cie. Zerogrammi. Foi bailarino do Ballet del Parque del Conocimiento e do Ballet Nacional Danza, ambos na Argentina. Foi bailarino da São Paulo Companhia de Dança. 

Mediação: Nicolas Fernandes - Formado em Licenciatura e Bacharelado em Dança pela Universidade Federal da Bahia e em produção cultural pelo SENAC. Iniciou em dança seus estudos no projeto sociocultural “Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira”. Integrante do Grupo Gestus desde 2010. Atualmente trabalha em projetos sociais na cidade de Osasco com produtor técnico audiovisual e cultural e professor de dança. 

 

SERVIÇO: 

FIDA – Festival Internacional de Dança de Araraquara 

Data: segunda-feira (21 de setembro) 

Horário: a partir das 18 horas 

 

Programação: 

  • Vídeo "Andanças", de Paulo César Lima 

  • Live "Arte e Criação: dança contemporânea e nós!", com: José Paulo dos Santos (Brasil-Bélgica), Pablo Lozano (Brasil) e Fabio Costa (Brasil) - mediação: Nicolas Fernandes   

  • Vídeo comemorativo Gestus 30 anos 

 

Programação gratuita

registrado em: ,