Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2021 / Junho / 30 / Prefeitura inicia vacinação contra Covid-19 em pessoas em situação de rua

Saúde

Prefeitura inicia vacinação contra Covid-19 em pessoas em situação de rua

Imunização dessa população começou nesta quarta-feira (30), na Praça Santa Cruz, região central de Araraquara
foto01 Vacinação contra Covid-19 na população em situação de rua, na Praça Santa Cruz 30jun21 Celso Luís Gallo.jpg

 

 

 

A Prefeitura de Araraquara iniciou nesta quarta-feira (30) a vacinação contra a Covid-19 em pessoas em situação de rua. A Praça Santa Cruz, no Centro, foi o primeiro local em que a imunização foi realizada.

A população em situação de rua está recebendo a vacina da Janssen, produzida pela Johnson & Johnson, que necessita de somente uma dose para a imunização completa contra o coronavírus.

“As pessoas em situação de rua estão contempladas no Programa Nacional de Imunização (PNI). E agora chegou uma vacina que possibilita uma única dose. A gente sabe da dificuldade de eles procurarem os postos de vacinação e manterem a segunda dose em dia. É uma população extremamente exposta, que corre sérios riscos de se contaminar e de contaminar outras pessoas. Com isso, a gente avança no processo de vacinação. Por ser uma única dose, temos a garantia de que elas estão imunizadas”, afirma a secretária de Saúde, Eliana Honain.

Araraquara recebeu 1.780 doses da Janssen. Após a aplicação na população em situação de rua, as doses restantes serão distribuídas aos postos de vacinação de todo o município.

“Temos a previsão de atender todos os que estão nos serviços de acolhimento, em torno de 100 pessoas, e os que estão em processo de saída das ruas, em torno de 60 pessoas”, explica a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa.

O trabalho de atendimento a essa população é frequente. “As equipes da Assistência Social têm uma rotina diária e também saem em conjunto com a Saúde para identificar todas as situações de saúde que necessitam de cuidados e encaminhamentos. Devido ao frio, ontem [terça] também tivemos distribuição de cobertores e agasalhos. E hoje temos a vacinação”, complementa Jacqueline.

O prefeito Edinho, presente no início dessa etapa da vacinação, agradeceu às equipes da Prefeitura pelo trabalho. “É mais um gesto de humanidade, de empatia, de uma equipe de Assistência Social que realiza esse trabalho de acolhimento todos os dias. Sou muito grato a toda essa equipe que, junto com as secretarias de Saúde e de Direitos Humanos e Participação Popular, está realizando essa vacinação e protegendo as pessoas em situação de rua dos riscos do coronavírus. A Prefeitura trabalha muito para que Araraquara se desenvolva sendo mais justa, humana, cuidando das pessoas e salvando vidas”, declarou o prefeito.

Um dos vacinados contra a Covid-19 foi Thiago, de 40 anos, que pediu para não ter o sobrenome revelado. “É muito importante para a nossa saúde receber a vacinação. Temos contato com muita gente, inclusive moradores de rua que vêm de fora da cidade e que podem já vir contaminados”, explicou.

Além de Edinho, Eliana e Jacqueline, a secretária de Direitos Humanos e Participação Popular, Amanda Vizoná, e o coordenador de Direitos Humanos, Renato Ribeiro, também acompanharam o início da vacinação em pessoas em situação de rua na Praça Santa Cruz.

Ações


A Secretaria Municipal de Saúde registrou, até o momento, 35 pessoas em situação de rua que contraíram Covid-19, entre não acolhidos e acolhidos nas instituições São Pio, Sacrário de Amor e na Casa Transitória. Ao todo, são cerca de 60 pessoas em situação de rua que não aceitam acolhimento, mas são acompanhadas por suas equipes, e outras 100 pessoas acolhidas nas três instituições.

Desde o início da pandemia de Covid-19, as secretarias municipais de Saúde e de Assistência e Desenvolvimento Social atuam juntas em ações de abordagem, oferecendo acolhimento e prestando atendimento médico. Caso haja algum sintomático, ele é imediatamente testado. Em caso positivo, a pessoa recebe todas as orientações médicas necessárias e é encaminhada para cumprir o período de quarentena na Unidade de Isolamento da Prefeitura. Se tiver comorbidade, ela é internada preventivamente.

registrado em: , ,