Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2022 / Agosto / 23 / Prefeitura entrega revitalização da Praça das Bandeiras João Colturato ‘Zinho’

Obras

Prefeitura entrega revitalização da Praça das Bandeiras João Colturato ‘Zinho’

Símbolo cultural de Araraquara, praça da região central recebeu investimento de R$ 257 mil em reformas e troca da iluminação para lâmpadas de LED
foto09 Entrega de remodelação na Praça das Bandeiras 22ago22 Tetê Viviani.jpg

 

 

 

No aniversário de 205 anos de Araraquara, na tarde de segunda-feira (22), a Prefeitura entregou à população as obras de revitalização da Praça das Bandeiras João Colturato ‘Zinho’, na região central.

O investimento nas melhorias do local totalizou quase R$ 257 mil, sendo R$ 150 mil de emenda parlamentar do deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP), intermediada pela vereadora Fabi Virgílio (PT), R$ 50.139,35 de contrapartida da Prefeitura nas reformas e R$ 56.707,93 via Finisa (financiamento junto à Caixa) para a troca da iluminação para lâmpadas de LED, dentro do “Ilumina Araraquara”.

A empresa responsável pelas obras de reforma, Bruttos Construções e Locação e Serviços Ltda., fez restauração de todo o piso em mosaico português, ladrilho hidráulico e concreto, construção de palco e pergolado, recuperação do paisagismo e revitalização geral.

O prefeito Edinho destacou que a Praça das Bandeiras é um dos espaços públicos culturais mais frequentados de Araraquara e faz parte do nosso patrimônio histórico do município. “Vivemos um momento muito importante no nosso aniversário de 205 anos, quando Araraquara vence a pandemia e começa a retomar suas atividades. E a Praça das Bandeiras é um espaço histórico que faz parte da cultura de Araraquara e agora está recuperado, reformulado”, afirmou.

A vereadora Fabi Virgílio, que fez a intermediação dos recursos, agradeceu ao deputado pela emenda e à Prefeitura pela execução das obras, além de ressaltar o papel da associação. “A Associação dos Amigos da Praça das Bandeiras foi precursora quando a gente fala em como é que se pode democratizar a arte e a cultura com qualidade, além de criar um cenário que modifica a ordem do que aqui estava colocado”, declarou a vereadora.

A secretária de Desenvolvimento Urbano, Sálua Kairuz, agradeceu à sua equipe que trabalhou no projeto da obra e à equipe da Secretaria de Obras e Serviços Públicos. Ela afirmou que a Praça das Bandeiras é um exemplo para o restante da cidade. “É um exemplo de como, quando a sociedade abraça um espaço público, o espaço público vira um lugar que qualifica. Lugar em que as pessoas usam e de fato têm lazer, cultura, esportes. É um exemplo muito rico para Araraquara”, disse Sálua.

Francisco Salles Colturato, filho de João Colturato (Zinho) e tesoureiro da Associação dos Amigos da Praça das Bandeiras, usou a palavra em nome de todos os frequentadores e moradores do entorno da praça. “É uma honra muito grande estar representando o legado que meu pai deixou e estou dando continuidade”, declarou. Fran, como é conhecido, ainda recordou o histórico de criação da associação, que existe formalmente há dez anos.

“Quando tivemos muitos problemas com drogas e tráfico aqui na praça, a associação veio e trouxe cultura e vários eventos para a praça, que fizeram com que ela se tornasse o que é hoje. Vários colaboradores nos ajudaram a transformar esse sonho em realidade. Quero frisar a importância que a Praça das Bandeiras tem na nossa cidade, seja na parte cultural, seja na parte democrática. Aqui é o espaço de todas e todos, sejam quais forem as bandeiras políticas”, concluiu Fran.

O evento ainda contou com as presenças da vereadora Luna Meyer (PDT) e dos vereadores Paulo Landim (PT), Edson Hel (Cidadania), João Clemente (PSDB) e Carlão do Joia (Patriota); do secretário de Obras e Serviços Públicos, Sérgio Pelícolla; da secretária de Direitos Humanos e Participação Popular, Amanda Vizoná; da secretária de Comunicação, Priscila Luiz; do coordenador de Acervos e Patrimônio Histórico, Weber Fonseca, representando a secretária de Cultura, Teresa Telarolli; além de outros coordenadores, gestores municipais e demais familiares de João Colturato, o Zinho.

Histórico
Denominado Praça das Bandeiras desde 1953, o local teve o nome alterado para Praça das Bandeiras João Colturato “Zinho” a partir da Lei Municipal nº 10.047, de 8 de setembro de 2020, de autoria do vereador Edson Hel.

João Colturato foi o fundador de um dos bares mais tradicionais da cidade, o Bar do Zinho, situado ao lado da Praça das Bandeiras. Com a máxima “Frequente Bar. Bar é Cultura!”, o local extrapola o conceito de boteco e segue por mais de seis décadas como um dos mais tradicionais pontos de encontro de Araraquara, traduzindo o cenário cultural e político da cidade através dos personagens e das personalidades que por lá já passaram ou se apresentaram.

Em 2012 foi constituída oficialmente a Associação dos Amigos da Praça das Bandeiras, com intuito de reverter o cenário imposto pela violência urbana em prol da democratização da arte e revalorização dos espaços públicos.

Homenageado
Nascido em 5 de outubro de 1926, e registrado no dia 15, João Colturato, o “Seo Zinho”, foi padeiro, caminhoneiro e comerciante. Casou-se em 1955 com Dizolina Angela Pirolla Colturato, com quem teve cinco filhos: Maria Tereza, Fausto, Silvia, Francisco e Fernanda.

Junto com seu pai, Fausto Colturato, comprou o prédio situado na Avenida Bandeirantes com a Rua Voluntários da Pátria (Rua 5), onde fundou o Bar do Zinho em 12 de maio de 1954. Depois comprou o prédio atual, na Voluntários da Pátria com a Avenida Fausto Colturato, para onde o bar se mudou em 1959.

É reconhecido também na comunidade católica por sua atuação como ministro da Eucaristia, ministro da Esperança e em ações de filantropia. Zinho faleceu em 10 de julho de 2013.

registrado em: ,