Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2022 / Junho / 28 / Prefeitura entrega novo prédio do Cursinho Popular nesta quarta (29)

Educação

Prefeitura entrega novo prédio do Cursinho Popular nesta quarta (29)

Unidade localizada na Rua Expedicionários do Brasil leva o nome do professor Matheus Santos
Nova sede do Cursinho Popular será entregue nesta quarta-feira - Foto Tete Viviani 04.jpg






Nesta quarta-feira (29), a Prefeitura de Araraquara realizará a solenidade de entrega do prédio do Cursinho Popular "Professor Matheus Henrique de Souza Santos", que fica na Rua Expedicionários do Brasil, 1033, Centro. A cerimônia respeitará os protocolos de prevenção à Covid-19 e terá transmissão ao vivo pela página da Prefeitura no Facebook.

A obra é uma demanda da Plenária Temática da Juventude do Orçamento Participativo, eleita com 81 votos entre 209 participantes. O valor total investido na reforma e adequação do prédio foi de R$ 484.152,55, sendo R$ 417.743,34 via Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento, junto à Caixa Econômica Federal) e R$ 66.409,21 em equipamentos com recursos próprios do município.

As obras envolveram reforma geral e adequações do prédio existente com fornecimento e instalação de nova estrutura e cobertura (pilares, vigas e estrutura metálica, telha termoacústica), substituição de piso cerâmico, revisão da instalação hidráulica, revisão da instalação elétrica, pintura geral da edificação, substituição de revestimento cerâmico, substituição das esquadrias metálicas, substituição das portas de madeira, implementação de elementos de acessibilidade e adequações gerais.

Sobre o Cuca

O Curso Unificado do Campus de Araraquara (CUCA) é um projeto de extensão universitária no formato de cursinho pré-universitário popular. Teve início em 1993, a partir da necessidade de diminuir a grande desigualdade de acesso ao ensino superior público, que existe até os dias de hoje.

É uma organização sem fins lucrativos, mantida por meio da atuação e do trabalho de alunos, professores e funcionários da UNESP de Araraquara. É mantido pela Pró-reitoria de Extensão Universitária da Unesp (PROEX) em parceria com o Instituto de Química e Prefeitura Municipal de Araraquara. Ao todo, o projeto conta com o envolvimento de 69 bolsistas, entre supervisor pedagógico, professores, coordenadores e auxiliares. A parceria com a Prefeitura começou em 2004, no primeiro mandato do prefeito Edinho. O acordo é de cooperação acadêmica: a Prefeitura paga bolsas para professores (formandos da UNESP), um supervisor geral (professor doutor) e quatro coordenadores, além de arcar com a despesa do local. A Prefeitura repassa cerca de R$ 210 mil por ano.

O número de vagas disponibilizadas anualmente é de 290 e o projeto conta com quatro núcleos, sendo três em Araraquara e um em Boa Esperança do Sul. Na pandemia, continuou com atividades e reuniões online com alunos. A média de aprovação nas universidades é de 40%.

O homenageado

A Lei nº 10.226, de 9 de junho de 2021, de autoria dos vereadores Guilherme Bianco (PCdoB), Fabi Virgílio (PT) e Luna Meyer (PDT), denominou o espaço com o nome de “Cursinho Popular Professor Matheus Henrique de Souza Santos". Filho da professora Antonia Santos e do vendedor José Luiz dos Santos, Matheus Santos nasceu em 31 de agosto de 1990 e cresceu no bairro Jardim Roberto Selmi Dei. Sua capacidade de liderança já era evidente na adolescência, quando integrou o grupo de jovens da Paróquia São Francisco de Assis, o movimento Maranata, o Conselho Municipal da Juventude e o Conselho de Transparência e Controle Social. Participou da direção da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Araraquara (UMESA), do Grêmio Estudantil do EEBA e da União Estadual dos Estudantes (UEE).  

Trabalhou em livraria, em conserto de máquinas de lavar e RH. Aos 20 anos se concursou como agente de organização escolar e trabalhou na Escola Estadual Maria Izabel Rodrigues Orso, no Jardim Adalberto Roxo. Também trabalhou na Federação dos Empregados Rurais Assalariados do Estado de São Paulo (FERAESP) e foi assessor de gabinete na Câmara. Após fazer cursinho popular comunitário, se formou em administração pública pela UNESP, onde também se tornou mestre em ciências sociais.

 
Foi aprovado no doutorado da UNICAMP, na área de política científica e tecnológica, e foi também professor substituto da UNESP. Casado com a professora Marisa Demarzo e pai de dois filhos, foi candidato a vereador em 2020 e se tornou o primeiro suplente do PDT. Matheus Santos faleceu em 30 de março de 2021, aos 30 anos de idade, vítima da Covid-19, doença que ele mesmo alertava dos riscos em suas redes sociais, somando-se às vozes que pediam pelo distanciamento social e vacinação em massa.

registrado em: ,