Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2022 / Março / 29 / Mês "Elza Soares" levou reflexão a milhares de mulheres

Planejamento

Mês "Elza Soares" levou reflexão a milhares de mulheres

Coordenadora de Políticas para Mulheres comemora sucesso da programação realizada ao longo deste mês de março
Mes Elza Soares - Violência contra a mulher gera debates envolventes no Quilombo Rosa.jpeg

 




Nesta terça-feira (29) chegou ao fim a programação do "Mês Elza Soares", que prestou homenagem à cantora falecida no dia 20 de janeiro e que levava em suas canções a luta das mulheres pelos seus direitos. A agenda, elaborada pela Prefeitura de Araraquara através da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Participação Popular e pelo Centro de Referência da Mulher “Heleieth Saffioti”, contou com diversas atividades culturais, rodas de conversa, oficina de capacitação, corrida de rua, entre outras atrações que foram oferecidas ao longo deste mês de março, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8.

Alessandra Dadona, coordenadora executiva de Políticas para Mulheres, destaca que a programação cumpriu seu propósito. "A programação do mês de março foi feita a muitas mãos e contou com a colaboração de diversos setores da Prefeitura e da sociedade civil. Avaliamos como positivos todos os eventos e rodas de conversa do mês de março. Foi possível dialogar com milhares de mulheres sobre questões que nos preocupam e que fazem parte do nosso cotidiano, tais como a desigualdade de gênero, a questão do trabalho, das diversas formas de violência, e das superações necessárias para seguir em frente", avalia.

Ela aponta que a agenda fez os participantes refletirem em cada um dos eventos. "Março é um mês de reflexão sobre a desigualdade entre homens e mulheres, de homenagens àquelas que vieram antes de nós, e sobretudo de reafirmar lutas para avançar nas conquistas. E nesse sentido a programação deu conta do recado", conclui Alessandra.

Destaques da programação

A programação foi aberta no dia 8 de março com uma solenidade no Centro de Referência da Mulher, onde o prefeito Edinho inaugurou a Biblioteca de Estudos de Gênero “Profª. Drª. Lucila Scavone”. A atividade contou com um tributo a Elza Soares, com os músicos Iuna Tuane e Fabiano Marchesini, e uma apresentação cultural de alunas da Escola Municipal de Dança Iracema Nogueira, intitulada “Mulher do Fim do Mundo” e interpretada por Maria Carolina da Silva Marques Gouveia e Verônica do Valle de Castro, sob orientação de Vivian Tavares.

A agenda contou também com o Projeto Centro de Referência da Mulher, que promoveu rodas de conversa e sensibilização sobre a vida da cantora Elza Soares e os desafios de ser mulher nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) dos bairros do Parque São Paulo, Yolanda Ópice, Valle Verde, Cecap, Vale do Sol, Jardim São Rafael, Hortênsias, Cruzeiro do Sul, Selmi Dei e Maria Luiza.

O Mês "Elza Soares" ofereceu ainda capacitação por meio da Oficina 1.000 Mulheres, curso gratuito que teve o propósito de oferecer conhecimento a mulheres em situação de vulnerabilidade social, com certificado nos temas: gestão, empreendedorismo, empoderamento feminino e negócios de impacto social. As aulas foram realizadas na sede do Sebrae Araraquara, na Via Expressa.

Outro destaque da programação foi a realização da Terapia Comunitária Integrativa (TCI) para mulheres do Assentamento Monte Alegre e de Bueno de Andrada. Conduzida por Andréia Serrano Cayres Rapatão, enfermeira capacitada para a TCI, a técnica visa promover a saúde mental e usa o diálogo para que as pessoas atendidas possam falar dos sentimentos, expressar as dificuldades do dia a dia e, em comunidade, realizar uma troca de experiências e buscar alternativas de superações dos problemas. O resultado dos encontros foi uma atividade marcada por muita emoção, acolhimento e conforto para as participantes.

Outras diversas rodas de conversa foram realizadas ao longo do mês, com temas relacionados a história de superação de mulheres, violência doméstica, empreendedorismo e o protagonismo feminino em diversos setores da sociedade.

A programação também foi composta por atividades esportivas, que foram oferecidas no Parque Infantil juntamente com a Corrida e Caminhada Atalanta Run, evento que contou com 500 atletas inscritos de Araraquara e diversas cidades do interior e da capital. A corrida teve o percurso de 5 quilômetros, enquanto a caminhada contou com um trajeto de 2 quilômetros. O sucesso foi tanto que a atividade entrará para o calendário oficial do município.

O encerramento da agenda se deu nesta terça-feira, com um café da tarde e uma roda de conversa sobre cooperativismo, com a participação de cooperativas como Panelas Unidas, Costura e Arte, Acácia e Vitória Multisserviços. O público-alvo foi composto por beneficiárias dos programas sociais da Prefeitura de Araraquara, em especial o Bolsa Cidadania.

registrado em: ,