Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2022 / Novembro / 07 / Programação do ‘Novembro Negro’ é tema do ‘Canal Direto’

Comunicação

Programação do ‘Novembro Negro’ é tema do ‘Canal Direto’

Ação tem objetivo de fazer um alerta e uma convocação para que a sociedade araraquarense seja, de fato, antirracista
foto01 Coordenadora Alessandra Laurindo comenta programação do Novembro Negro no 'Canal Direto com a Prefeitura' 07nov22.jpeg


A coordenadora de Políticas Étnico-Raciais, Alessandra Laurindo, participou do “Canal Direto com a Prefeitura” desta segunda-feira (7) e apresentou detalhes da programação do “Novembro Negro”, que possui o tema "Não basta não ser racista, é preciso ser antirracista" — frase da filósofa norte-americana Angela Davis.

A programação, desenvolvida em alusão ao Mês da Consciência Negra, é promovida pela Prefeitura por meio da Coordenadoria Municipal de Políticas Étnico-Raciais com o objetivo de despertar para reflexão e envolver a população em geral para uma ação prática e efetiva, seja através do impacto visual, do estímulo à conscientização coletiva, mas principalmente para a valorização da identidade e da cultura afro-brasileira.

“Nossa proposta é despertar a reflexão, em todos os espaços em que as pessoas passam, para que possam olhar para si e desconstruir o racismo que existe em cada um de nós. É observar os espaços em que a gente anda no dia a dia e questionar o porquê de pretos e pretas não estarem ocupando determinados espaços. É começar a perguntar e indagar, não se conformar, porque a gente não pode ficar nessa bolha de falar de racismo só de preta para preta. Não pode ficar só entre nós, nesse ciclo. A gente precisa de aliados nessa luta antirracista”, afirmou Alessandra Laurindo.

A coordenadora ainda deu exemplos de como esse questionamento pode ser feito. “Por que a gente se consulta com tão poucos médicos pretos? Isso quando tem. Por que não existem mais juízes, professores universitários [pretos]? Quando você chega na sua sala da faculdade, quantos alunos pretos tem? Se não tem, por que não? Quantas vagas de emprego você oferece na sua empresa para pessoas pretas qualificadas e com todos os conhecimentos que os demais têm? É tudo isso que a gente pensa que as pessoas têm que refletir para cumprir, de fato, uma sociedade mais equânime”, complementou.

A programação teve sua abertura oficial nesta segunda-feira com várias ações: a instalação do banner com a frase "É preciso ser antirracista!" no Paço Municipal, a inauguração da Escada Antirracista na Câmara Municipal, a inauguração da exposição "A percepção das Invisíveis", também na Câmara, e a audiência pública "Araraquara é Antirracista?", em parceria com a Frente Parlamentar Antirracista.

A programação envolve ainda uma palestra sobre letramento racial com os funcionários da Santa Casa, ato em comemoração ao Dia da Umbanda, entrega do Prêmio Zumbi dos Palmares e Dr. Laphaeytthi Alves, visita ao casarão do Assentamento Bela Vista com historiadores, Encontro de Batuqueiros, Marcha da Consciência Negra, encontro de samba-rock com DJs de Araraquara, FeirAfro, roda de conversa sobre capoeira, show com Renato da Rocinha e workshop “Formação de Líderes Negros Importam”.

A festa de encerramento da programação ocorre no dia 3 de dezembro, no Daae, com a apresentação "Aplauso a todos os Sambas - Luzes do Natal". Nos dias 7 e 8 de dezembro será realizada a Oficina de Esculturas Afros de Jornal, que conclui a agenda (veja a lista completa ao fim do texto).

Seminário
Antes da abertura da programação, de sexta (4) a domingo (6), representantes de Araraquara participaram do Seminário Nacional de Enfrentamento ao Racismo e Violências, em Piracicaba, realizado pela Rede Nacional de Mulheres Negras no Combate à Violência.

A coordenadora Alessandra Laurindo discorreu sobre o tema “Mulheres negras e a luta antirracista", e a assessora especial de Políticas LGBTQIA+, Érika Matheus, explanou sobre o tema “Transfobia e violência escolar no Brasil”.

“Nós nos encontramos com mulheres do Brasil todo e pudemos dialogar e levar o modelo de gestão de Araraquara. Todo mundo ficou encantado com o avanço das políticas públicas de combate ao racismo em Araraquara. Além do avanço que temos nas legislações, vimos que os outros municípios estão muito carentes dessa referência. E Araraquara acabou sendo referência”, explicou Alessandra.

Ao vivo
O “Canal Direto com a Prefeitura” vai ao ar de segunda a quinta-feira, às 12h30, ao vivo, na página da Prefeitura no Facebook. A íntegra deste programa e dos anteriores continua disponível para visualização no Facebook e em outras plataformas digitais, incluindo o formato de podcasts.

PROGRAMAÇÃO NOVEMBRO NEGRO – PRÓXIMAS ATIVIDADES

9 de novembro
Das 15h às 16h30 - Palestra sobre o Letramento Racial com os funcionários da Santa Casa

15 de novembro
9h30 – Ato em comemoração ao Dia da Umbanda – Organização: religiosos de matrizes africanas – Parque Infantil

17 de novembro
19h - Prêmio Zumbi dos Palmares entregue à Cleuza Sueli Bueno da Silva e Prêmio Dr. Laphaetty Alves.

19 de novembro
9h - Visita ao casarão da Bela Vista com historiadores – Almoço comunitário
22h – Encontro de Batuqueiros – Especial Dia da Consciência Negra. Local: ASCAR
Por Adesão – Promoter – André (11) 95070 9993

20 de novembro
13h30 - 16ª Marcha da Consciência Negra / Dia Internacional da Memória Trans / Marcha do Orgulho Crespo / Ato pelo fim da violência contra as mulheres negras
Concentração: Praça da Matriz - Destino: Estação Ferroviária
Reunião das escolas de samba, Terreiros, Maracatu
(FeirAfro, gastronomia, apresentações artísticas e culturais, encontro de DJ’s, samba, show de samba rock)

14h30 - Encontro de Samba-Rock com a participação de Djs de Araraquara, Dj Gugu Reis e Dj Alex Black de São Paulo e show especial com Tibless e Banda.
Haverá Master Class para profissionais da área cultural com com Léo Cordeiro e Van Oliveira e uma aula aberta com Léo Cordeiro.

22 de novembro
18h30 - Roda de conversa: "Negritudes e LGBTQIA+" Resistência e Resiliência.
Local: Centro de Referência Afro

23 de novembro
Roda de Conversa sobre a história da Capoeira – Local: Centro de Referência Afro

26 de novembro
22h - Show com Renato da Rocinha – Local: ASCAR
Por adesão. Promoter Cristiano Produções - (16) 99703-0560

29 de novembro
18h30 – Workshop “Formação de Líderes Negros Importam” – Local:  Auditório da OAB
Parceria com a Comissão de Combate à Discriminação da OAB e a Empresa YPY Soluções

3 de dezembro
Encerramento da Programação – Aplauso a todos os Sambas - Luzes do Natal
Local: DAAE

7 e 8 de dezembro
14h - Oficina de Esculturas Afros de Jornal, com vestimentas e acessórios, com a Professora e arte educadora Fátima Barbosa
Local: Quilombo Rosa

 

registrado em: ,