Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2022 / Setembro / 06 / Educadores das Oficinas Culturais recebem formação voltada para o autismo

Cultura

Educadores das Oficinas Culturais recebem formação voltada para o autismo

Atividade foi comandada pela gestora do Centro de Referência do Autismo, Karina Maia
Educadores das Oficinas Culturais recebem formação voltada para o autismo 02.jpeg




Na última sexta-feira (2), no Centro de Artes e Ofício "Judith Lauand", os educadores das Oficinas Culturais Municipais de Araraquara tiveram uma formação com foco no Transtorno do Espectro Autista (TEA), em atividade conduzida por Karina Maia, gestora do Centro Municipal de Referência do Autismo "Aldo Pavão Júnior".

Rafaella Pucca, coordenadora executiva das Oficinas Culturais, falou sobre a importância do encontro. "Conhecemos mais sobre as especificidades do Transtorno do Espectro Autista e todos os protocolos de atendimento do município. Também aprendemos a identificar e encaminhar para diagnóstico. Foi um dia de muito aprendizado e troca", comentou.

Karina também valorizou a atividade. "Foi uma manhã incrível e muito rica. Fiquei muito feliz com o convite da Rafaela Pucca para falar sobre o trabalho que desenvolvemos no Centro de Referência do Autismo e levar informação para os profissionais que atuam nas Oficinas Culturais. Ações como essa, de parceria e troca de conhecimento, possibilitam ampliar a visão dos profissionais que atuam na rede em relação ao autismo com o intuito de melhor atender os alunos autistas e proporcionar a verdadeira inclusão em todos os meios, além de construirmos uma sociedade mais consciente em relação às diferenças e mais inclusiva de fato. Afinal, lugar de autista é em todo lugar, inclusive fazendo arte", analisou.

Oferecido pela Prefeitura de Araraquara por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Fundart, o programa Oficinas Culturais visa proporcionar ações que contribuam para fortalecer e garantir a cultura enquanto direito fundamental de todos e todas, em especial crianças e adolescentes. O programa completou 20 anos de história e está presente em 38 pontos da cidade. São 41 oficinas oferecidas em 13 linguagens culturais. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3322-5902.

registrado em: ,