Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2022 / Setembro / 8 / ‘Canal Direto’ aborda políticas de bem-estar animal no município

Comunicação

‘Canal Direto’ aborda políticas de bem-estar animal no município

Programa veiculado no Facebook da Prefeitura recebeu coordenadora de Bem-Estar Animal, Carol Mattos Galvão, e médica veterinária Giovanna Varallo
foto01 Canal Direto recebe coordenadora de Bem-Estar Animal e médica veterinária.jpeg


As políticas de Bem-Estar Animal desenvolvidas em Araraquara foram tema do “Canal Direto com a Prefeitura” nesta quinta-feira (8), com as presenças da coordenadora de Bem-Estar Animal, Carol Mattos Galvão, e da médica veterinária Giovanna Varallo, que também integra a coordenadoria.

A médica explicou detalhes do Setembro Vermelho, mês de conscientização sobre risco de doenças e problemas cardiovasculares em animais. Segundo Giovanna, entre os fatores de risco estão a genética, a obesidade e a idade do pet.

Entre os sintomas de que algo pode estar errado na saúde do animal estão tosse, intolerância ao exercício, cansaço fácil, dificuldade respiratória e distensão abdominal. Mas, em muitos casos, não há sintomas. “Muitos, no início, são assintomáticos. As visitas frequentes ao veterinário são importantes para detectar de forma precoce essas doenças”, destacou a médica veterinária.

Já Carol Galvão abordou outras duas campanhas em andamento realizadas pela coordenadoria. Uma delas é a “Nem tudo que vai, volta”, que traz conscientização para que animais domésticos saiam de casa somente acompanhados. A campanha também abrange animais silvestres que têm sofrido com o impacto das queimadas e, em rota de fuga, acabam na estrada e podem sofrer acidentes.

“Tem muita gente que ainda tem o hábito de deixar o animal dar uma voltinha. E nem sempre o animal volta. Eu vejo, às vezes, os animais idosos em via pública dando voltinha e, como os animais são bastante parecidos com a gente também, os reflexos ficam mais lentos e pode acontecer de eles não voltarem. Tem acontecido um grande número de atropelamentos de animais com tutores em Araraquara. Além de infringir a legislação, coloca-se em risco o pet. As pessoas precisam ter mais cuidado no trânsito quando está dirigindo, mas também a pessoa deve guardar aquele animal no seu quintal, no seu apartamento. Quando sair, colocar coleira, colocar guia. Eles são como crianças, não sabem as leis de trânsito. Quem sabe somos nós”, explicou a coordenadora.

No caso de animais silvestres serem encontrados mortos ou feridos, o Corpo de Bombeiros (193) deve ser comunicado. Em relação aos animais domésticos, existe um protocolo municipal seletivo para recolhimento. “Esse protocolo dá suporte para quem realmente está precisando. Animais sem tutor que estejam atropelados, agônicos (que estejam agonizando), fêmeas no cio ou prenhas, filhotes ou idosos debilitados. Se, futuramente, é descoberto que o animal tem tutor, o tutor é responsabilizado nas esferas administrativa e criminal”, relatou Carol.

Adoção
A coordenadora também falou sobre a campanha de adoção realizada pelo Município, que é permanente. São 550 cães e gatos que estão, no momento, aguardando para serem adotados.

Quem tiver interesse pode visitar o Bem-Estar Animal de segunda a sexta-feira, das 7h às 15h. Pode também visitar a prestadora de serviços, que é a Clínica Siciliano, que trabalha com horário agendado (no telefone 98877-7604). E algumas feiras também são realizadas no Centro de Adoção Permanente “Cão Gabriel”, localizado no Parque Infantil — nesse caso, há divulgação prévia por parte da Prefeitura.

No próximo dia 15, para reforçar a campanha de adoção, 11 animais entrarão com as atletas das Guerreiras Grenás em campo na Arena da Fonte Luminosa, na partida contra o São Paulo, pelo Paulista Feminino.

A Coordenadoria de Bem-Estar Animal fica dentro do Parque Pinheirinho (Avenida Francisco Vaz Filho, s/n). O telefone é o (16) 3339-4441.

registrado em: ,